March 12th
Caralho, que saudade
Talvez o tempo apague você de mim
Eu me lembro das promessas que eu te fiz ano passado na virada de ano, me lembro dos nossos pedidos, me lembro do nosso beijo, me lembro de olhar pro céu e me sentir criança novamente, de ver aqueles fogos e rir até dar dor na barriga. Atrás do condomínio da sua tia você pulou no meu colo e eu te segurei, você me beijou e prometeu nunca ir embora, nunca me abandonar, de sempre me fazer feliz. De lá pra cá, foi estranho ver você partir várias vezes, toda vez que ia e voltava, parecia que voltava diferente, voltava não sendo mais a minha pequena, voltava mais desligada do mundo, mais desligada de mim. Eu tenho saudade da gente, aquele casal que todos falavam que era perfeito, tenho saudade de te acordar fazendo carinho na barriga e na sua coxa, tenho saudade de te acordar dizendo que é 14h00 da tarde sendo que ainda é 10h00 da manhã, ver sua cara de irritada e me dizer que me odeia por te acordar cedo. E quando a gente comia granola com danone na cozinha e relembrava de como a gente se conheceu, eu sentia orgulho de contar e contar e contar essa história quantas vezes fosse possível, porque foi quando eu te conheci e que eu comecei a viver. Que saudade de você, que ainda comigo, não está mais aqui. Eu fantasio rever você de novo, mas não passa de uma fantasia, porque eu mesmo, sei que não dá mais certo, não tem porque voltarmos, nós já tentamos e não vamos conseguir voltar a ser como antes, com aquela magia. Eu te amo como da primeira vez que eu te disse que te amava, aquelas palavras foram fortes e precisas, eu não diria aquilo pra mais ninguém. Eu sei que o que eu escrevo você não lê, também não sou nem um poeta pra sair escrevendo por ai, mas escrevo pra tirar as palavras que minha boca não diz ou não tem coragem de te dizer. Eu sei que aquela minha pequenininha não vai voltar mais, mas eu como eu disse eu fantasio você aqui comigo, e é assim que eu amenizo toda essa saudade que eu sinto de você.
Guilherme Rocha  (via o-poeta-de-mentira)
Por favor, não me deixe ir.
Simple Plan.  (via aprendizdepoeta)
Eu tive que perder muita coisa, pra entender que eu não precisava de muito.
Guilherme Rocha (via o-poeta-de-mentira)
Percebi que não vale mais a pena chorar por você
Eu não to buscando um novo amor, eu to buscando me amar em primeiro lugar
Guilherme Rocha  (via o-poeta-de-mentira)
Espero que eu encontre alguém como você, ou melhor, espero encontrar alguém que seja melhor do que você, que me faça feliz, que não me abandone. É capaz que eu encontre, não importa o tempo que dure, eu acredito que eu vou encontrar alguém assim.
Guilherme Rocha (via o-poeta-de-mentira)
Odeio ficar sem falar com você
Depois que eu te conheci, não teve nenhum dia que eu não pensei em você.
Guilherme Rocha  (via o-poeta-de-mentira)
Mais uma mentira, mais uma promessa sua quebrada, mais uma vez que me faz chorar, mais uma vez que tira o meu sono, mais uma vez que me faz perder o sentido de viver, mais uma vez que some, mais uma vez que vai embora sem dar satisfação, mais uma vez, como todas as outras vezes, você me fez acreditar que ficaria e novamente você simplesmente sumiu e me partiu ao meio.
Eu não posso te ter, e isso dói pra caralho
Morremos por pessoas que não morrem por nós.
Daniel Vitor (via o-poeta-de-mentira)